Prefeito de Cabo Frio afirma que vai demitir funcionários porque está sem dinheiro

Alair Corrêa culpa o Sepe Lagos por ter inibido os vereadores de votarem em empréstimo

Por Redação JS em 28/06/2016 20h01
De acordo com o prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, ele esteve em Brasília e voltou sem dinheiro, pois não existe uma data para o seu tão sonhado empréstimo chegar aos cofres públicos da Prefeitura Municipal.

E mais uma vez, o prefeito concentrou as suas forças em culpar o Sepe Lagos.  “Enfatizo que, se ainda não temos esse dinheiro, a culpa é exclusiva do pessoal do Sepe que invadiu Câmara como vândalos, claro com apoio dos vereadores de oposição. Os demais vereadores ficaram receosos com as ofensas morais e gritos dos diretores do Sepe. Agora, sem o empréstimo que salvaria a cidade, os representantes dos sindicatos tornam-se culpados por demissões e por cortes de benefícios que a população venha a sofrer a partir de agora”, disse.

De acordo com Alair, a falta do empréstimo, ainda que seja temporária, provocará mais cortes nas despesas, com mais gente sendo penalizada. “Tudo por pura maldade do Sepe para comigo, não se preocuparam com os contratados que serão cortados, nem com o povo. Tentei de tudo antes desse amargo remédio. Infelizmente, só me restou essa possibilidade, cortar mais despesas”, disse.

Alair afirma que se conseguir receber o empréstimo que seria pago com as verbas futuras dos royalties do petróleo, os benefícios concedidos a população serão restabelecidos. 

Sepe Lagos
Até o momento, o sindicato dos professores não rebateu as declarações do prefeito. Os profissionais da área, estão, nesse momento, em uma assembleia, na Escola Edilson Duarte. 


Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Famílias destruídas