Prefeito de Cabo Frio não aparece para depor na sede da Polícia Federal sobre a Operação Basura

Apenas o advogado do prefeito Marquinho Mendes foi até a sede da PF em Macaé para entregar uma justificativa

Por Fonte G1 em 14/12/2017 17h31
O prefeito Marquinho Mendes (PMDB), de Cabo Frio, não apareceu para depor na Polícia Federal sobre a Operação Basura. O depoimento dele estava marcado para esta quinta-feira (14), às 15h. Apenas o advogado do prefeito compareceu à sede da PF em Macaé para entregar uma justificativa.

O delegado da Polícia Federal, Felício Laterça, afirmou que vai enviar uma nova intimação ao prefeito, mas não disse quando. O delegado não informou qual foi a justificativa de Marquinho. De acordo com o documento da PF, se o prefeito se ausentar mais uma vez, ele será conduzido a prestar depoimento e incorrerá no crime de desobediência.

Marquinho Mendes foi intimado na segunda-feira (11) a depor nesta quinta. Em entrevista na sexta-feira (8), o prefeito afirmou que está com a consciência tranquila e que não tem nenhuma participação no esquema que deu origem a Operação Basura.

A Polícia Federal prendeu quatro pessoas acusadas de crimes de lavagem de dinheiro, delitos contra a administração pública e peculato praticados desde janeiro de 2017 através da Comsercaf. Segundo a PF, foram desviados cerca de R$ 60 milhões.


Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Assédio - Editorial JS