Prefeitura de Rio das Ostras inicia mutirões de combate ao mosquito

Durante os mutirões, os guardas sanitários visitarão os imóveis para inspeção e eliminação de possíveis focos

Por em 10/01/2017 11h24
A Vigilância em Saúde de Rio das Ostras está intensificando suas ações, atenta ao esperado aumento de casos de doenças causadas pelo mosquito Aedes Aegypti no Verão. Para combater o mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya, a Prefeitura começa uma série de mutirões a partir desta semana  nas áreas mais críticas da cidade. 


Nos dias 10 e 11, o trabalho será realizado em Nova Esperança; dia 12, no Palmital e no dia 13, sexta-feira, na Extensão Serramar. 

Durante os mutirões, os guardas sanitários visitarão os imóveis para inspeção e eliminação de possíveis focos do mosquito, com uso do fumacê, quando necessário. Também farão desratização e tratamento químico focal. 

Para que a população colabore com o controle do Aedes, o trabalho da Vigilância inclui ações de sensibilização e de Educação em Saúde junto a moradores e visitantes. 

O controle do Aedes Aegypti deve ser feito de forma contínua, com a participação de todos. Por isso, a Secretaria de Saúde pede à população que permita a entrada dos agentes em seus imóveis. Assim como em todo o Estado, a principal preocupação dos especialistas é com o aumento expressivo do índice de casos de chikungunya. 

CUIDADOS - No Verão, devido às chuvas e forte calor, o cuidado deve ser redobrado. É fundamental que todos se mobilizem. Basta que o morador reserve alguns minutos por semana para vistoriar suas residências e eliminar possíveis focos. A prevenção ainda é a forma mais eficiente de combate.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes Dupla vascaína
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Corrupção