Procon Arraial interdita três estabelecimentos comerciais durante fiscalização

Fornecedor de quentinhas, adega e um restaurante estavam fora das normas estabelecidas pela Vigilância Sanitária

Por em 11/01/2018 18h26
O Procon Arraial do Cabo interditou nesta quarta-feira (10), três estabelecimentos comerciais que foram alvo de denúncias da população. O primeiro, um fornecedor de quentinhas na Praia Grande, que não possuía a documentação necessária para funcionamento. De acordo como o superintendente do Procon, Márcio Lisboa, o comércio funcionava dentro da residência do dono. No local foram encontrados produtos sem especificação de procedência e armazenados de forma indevida.

O segundo estabelecimento foi uma adega localizada na Prainha, que foi encontrada sem alvará, sem as placas informativas e sem o Código de Defesa do Consumidor, além de estar com a cozinha suja. Os funcionários trabalhavam sem toca, luvas e máscaras.



O terceiro comércio a ser interditado foi um restaurante localizado na Praia dos Anjos, que não possuía o Livro de Reclamações e as comandas para controle dos consumidores exigidas de acordo com a Lei Municipal 2027/17. Os produtos oferecidos estavam sem especificação e funcionários faziam o manuseio de alimentos sem luvas e máscaras.

“Todos estavam em desconformidade com as normas da ANVISA e com o Código de Defesa do Consumidor, o que compromete a qualidade do serviço prestado ao consumidor, razão pela qual foram interditados” – explicou Márcio Lisboa.



Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política