Profissionais da Educação decretam greve até que salários sejam pagos

A greve se inciará segunda-feira (13).

Por Redação JS em 09/06/2016 09h36

Profissionais da educação se reuniram ontem em Assembleia promovida pelo Sepe-Lagos e optaram por deflagrar greve até que a Prefeitura pague o salário referente a maio, cuja data limite legal para depósito venceu na terça-feira, dia 7 de junho. Já existe liminar que obriga a Prefeitura respeitar essa data, mas não vem sendo descumprida.


Os trabalhadores reivindicam ainda o pagamento das parcelas restantes do 13º salário, férias, vale transporte e adicionais. A greve se inciará segunda-feira (13).


Confira o calendário de greve:

 

 

13/06 (segunda-feira) – reunião com os pais nas escolas;

 

14/06 (terça-feira) – acompanhamento da sessão da Câmara;

 

15/06 (quarta-feira) – ato no Largo Santo Antônio, 9h, no Centro;

 

16/06 (quinta-feira) – acompanhamento da sessão na Câmara;

 

22/06 (quarta-feira) – assembleia no Edilson Duarte, às 18h.

 

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada