Rede ilegal com cerca de 500m é retirada do mar após morte de baleia em Arraial

Corpo do animal foi encontrado sábado enrolado no mesmo tipo de material.

Por Redação JS em 21/06/2016 15h23

A Guarda Marítima de Arraial do Cabo, apreendeu uma rede de pesca proibida medindo cerca de 500 m na tarde desta segunda-feira (20). A ação aconteceu dois dias após uma baleia ser encontrada morta enrolada no mesmo tipo de material. A rede extremamente resistente conhecida como "três malhas" é colocada na água com a intenção de pegar peixes durante a noite.


A rede apreendida na operação conjunta com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estava na altura do distrito de Monte Alto, próximo ao local no mar onde o corpo da baleia foi localizado no sábado (18). Ninguém foi preso pelo crime.


"É uma rede que fica de gancho, que fica esticada no mar e todos tipos de animais que passam ficam nela", declarou o inspetor Ernandes Veiga, da Guarda Marítima. Segundo ele, a região está cheia de baleias e a retirada da rede pode ter evitado a morte de outros animais, como aconteceu no final de semana.



"Encontramos várias baleias no caminho. Teve uma que pulou próxima da nossa lancha", revelou.


De acordo com a Guarda Marítima, novas operações vão ser realizadas no local para evitar que mais animais caiam em redes de pescas ilegais.

"Precisamos divulgar para evitar que as pessoas continuem colocando as redes. É difícil, mas precisamos tentar", concluiu o inspetor.


O uso da rede de três malhas, conhecida como “feiticeira”, é ilegal em Arraial do Cabo porque prejudica a pesca artesanal. Ela é transparente e forte, e sua utilização é crime ambiental.








*Matéria G1.com

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Deus está no controle