Renato Reis: “Mesmo grupo desgoverna São Pedro da Aldeia durante 20 anos. Queremos mudança”

Professor, candidato a prefeito pelo PSOL, mostra as deficiências do município e afirma que se quiser dá para fazer muito para mudar São Pedro

Por Redação JS em 08/09/2016 11h57
O Portal JS, junto com a Rádio Litoral FM, entrevistou, nesta quinta-feira, dia 08, o candidato a  Prefeito de São Pedro da Aldeia, Renato Reis (PSOL), que apresentou suas ideias. Confiram:


Portal JS: Porque é candidato a Prefeitura de São Pedro?
RR – Nós do partido temos um concepção política dentro da cidade diferente. Nós acreditamos que a política deve ser feita por pessoas que queiram a mudança coletiva e não individual. E nosso grupo político é de pessoas que nunca estiveram com nenhum desses que já foram prefeitos, então chegamos a conclusão que o atual prefeito e os ex-prefeitos, eles fazem parte de um mesmo plano. Governam da mesma forma há mais de 20 anos, é o mesmo grupo político que desgoverna São Pedro da Aldeia há anos. Eles ficam na briguinha de quem vai ficar no poder. Hoje a cidade é governada para os amigos do prefeito. Vamos trabalhar pelos aposentados, moradores dos bairros periféricos.. Queremos mudanças. 

Portal JS: O que o seu Plano de Governo vai levar para a Educação de São Pedro da Aldeia?
RR – Sou professor, então sei que primeiro temos que dar dignidade ao povo da área. Temos que ouvir do atual prefeito que a Educação está ótima, muito pelo contrário. Temos que pegar a área da Educação e transformá-la. Primeiro ponto é que os funcionários da Educação que escolherão o seu próprio Secretário. Os profissionais, alunos e a comunidade que escolherão os diretores. Vamos também reformar várias escolas, construir creches, que são superimportantes. Tem orçamento, se organizar direitinho dá para ser feito. Continuaremos com o transporte universitário.

Portal JS: E a Saúde?
RR – A Saúde de São Pedro da Aldeia também vive um caos. A Saúde de São Pedro hoje se encontra na UTI, está respirando por aparelhos. Os profissionais da área ficaram dois meses sem receber, eles têm que ser respeitados. Fora as filas que ficam para se marcar uma consulta e exames. Vamos acabar com isso, vamos informatizar essa área da marcação de consulta, dando dignidade as pessoas também. Além disso, os Postos de Saúde estão fechados, temos que reabri-los. Pronto Socorro está trabalhando com sobrecarga. A UPA não trabalha mais de forma plena. Vamos fazer concurso público para Saúde, Educação e todas as áreas em que há déficit de funcionalismo público.

Porta JS: E o Transporte?
RR – Eu sou o único que anda de ônibus, nem carteira de motorista eu tenho. A gente sabe que o transporte público da cidade precisa se transformar.  Temos que começar pelo alto custo, a passagem de ônibus é muito cara para a realidade salarial dos trabalhadores. Os horários dos ônibus são muito ruins, a noite é pior. As qualidades dos ônibus se encontram péssimo estado e existem  poucas linhas. Temos que rever isso, além disso, buscar uma nova concessão se for o caso. Tem que dar certo. A gente tem que trabalhar para a população e não para o empresário.

Portal JS: Saneamento Básico e Meio Ambiente.
RR – Tem esgoto a eu aberto em vários bairros da cidade. Temos que trabalhar junto com Concessionária Lagos de São João e Prolagos para fazer o trabalho de Saneamento Básico da cidade. Não é difícil, é só querer fazer. Não podemos ter uma cidade maquiada no centro, para os turistas e amigos do prefeito verem e as pessoas dos bairros periféricos ficarem esquecidos. A Lagoa de Araruama está esquecida. Temos que parar de falar que a Lagoa não pode voltar a ser o que era, claro que pode.

Portal JS: Com os problemas que hoje que as prefeituras enfrentam se fala muito em gerar receita. Como o senhor vê esse tema?
RR – São Pedro nunca necessitou muito dos royalties. Muitas pessoas falam que nós não queremos essas grandes empresas na cidade, claro que queremos. O que não queremos é esse grande incentivo para as grandes empresas, esquecendo os médios e pequenos empreendedores da cidade. Aqui essas pessoas estão sendo isentas de imposto. 

Portal JS: Qual o principal problema que o PSOL vê hoje na cidade?
RR – É importante deixar claro que a cidade hoje é construída não para os moradores, há uma briga hoje para quem vai ficar no poder. Vemos a Saúde como ponto principal de descaso, ela trabalha diretamente com as necessidades básicas do ser humano. Vamos ouvir a população para ver onde há demanda. A juventude hoje não tem oportunidade, não existem praças públicas de boa qualidade para eles estarem praticando atividades culturais, por exemplo. 





Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada