Semana do MEI tem palestras e oficinas no Sebrae em Cabo Frio

O Sebrae/RJ promove a partir do dia 14 de maio a Semana do MEI. Em várias cidades, haverá atendimentos e ações especiais voltadas tanto para quem é microempreendedor individual quanto para quem deseja se formalizar. O escritório regional de Cabo Frio preparou palestras e oficinas para este público entre os dias 14 a 18 de maio. As atividades são todas gratuitas e as inscrições já estão abertas.

Na segunda e na sexta-feira, dias 14 e 18, às 9h, serão oferecidas palestras de orientação voltadas para aquele que pretende de formalizar na condição de microempreendedor individual.

Nos dias 15 e 16, terça e quarta-feira, das 18h às 22h, o Sebrae realiza as Oficinas SEI Administrar. O objetivo dessas oficinas é ensinar a planejar o negócio, melhorar os resultados, contornar e evitar problemas.

E no dia 17, quinta-feira, também das 18h às 22h, acontece a Oficina SEI Vender. A finalidade é estudar o mercado e entender mais do negócio, melhorando produtos e serviços para conquistar a clientela e ampliar as chances de crescimento.

As inscrições para as atividades podem ser feitas no próprio escritório do Sebrae em Cabo Frio, que fica na Rua Raul Veiga, 153, Centro, ou pelos telefones 0800 570 0800/ (22) 2643-0805 ou ainda pelo e-mail regiaodoslagos@rj.sebrae.com.br.

 

 

Atendimento especial até 30 de maio

Desde 1º de março, o Sebrae vem promovendo um atendimento especial no escritório em Cabo Frio para os microempreendedores individuais. Todas as quartas e sextas-feiras, até o dia 30 de maio, não é preciso o MEI agendar para ser atendido pelos analistas, que se revezam para esclarecer dúvidas e dar apoio em serviços como impressão de guias e elaboração da Declaração Anual. Na Semana do MEI, esse atendimento também vai ser excepcionalmente realizado na segunda-feira, dia 14.

Esse atendimento é fundamental para ajudar principalmente na elaboração da Declaração Anual de Faturamento do MEI, cujo prazo termina em 31 de maio. Basta levar CNPJ, identidade, CPF e o valor total de vendas e prestação de serviço do ano passado e dos anos que estiverem em aberto. “É muito importante ter a empresa regularizada e não correr o risco de se tornar inadimplente ou mesmo perder o CNPJ”, destaca Ana Claudia Vieira, coordenadora do Sebrae na Região dos Lagos.

Desde que foi criado, em 2009, mais de sete milhões de pessoas se formalizaram como MEI no país. O número de empreendimentos desse porte já superou o número de micro e pequenas empresas, que corresponde a cinco milhões em todo o Brasil. Trabalhadores autônomos, como cabeleireiros, pedreiros, entre outros, que estavam na informalidade agora possuem um CNPJ e direito a benefícios previdenciários, como por exemplo aposentadoria e licença-maternidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here