Servidor de Cabo Frio é denunciado pelo Ministério Público por corrupção

Ele praticou ato de ofício infringindo dever funcional

Por Redação JS em 19/09/2016 15h01

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Promotoria de Justiça de Investigação Penal de Cabo Frio, denunciou à Justiça o servidor lotado na Defensoria Pública Rodrigo Pessanha Campos, por corrupção passiva. O MPRJ requereu ainda a suspensão da função pública do denunciado.

O servidor público enviou mensagem telefônica à vítima, através do aplicativo WhatsApp, na qual solicitou a quantia de R$ 500,00 para que o processamento de sua ação de divórcio fosse adiantado.

De acordo com a inicial, Campos praticou ato de ofício infringindo dever funcional, na medida em que solicitou pagamento de valor oneroso indevido à vítima. A denúncia destaca que “na condição de servidor da Defensoria Pública, órgão que, por determinação constitucional, tem por função a prestação de assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem a insuficiência de recursos, jamais poderia ter realizado tal solicitação”.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada