STF afasta Eduardo Cunha do mandato na Câmara

Ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki determinou nesta quinta-feira (05) o afastamento do Presidente da Câmara Eduardo Cunha

Por Redação JS em 05/05/2016 08h14

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki determinou nesta quinta-feira (05) o afastamento do Presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) de seu mandato de Deputado Federal.


Relator do Lava Jato, o ministro concedeu uma liminar em um pedido de afastamento feito pela Procuradoria-Geral e apontou 11 situações que comprovariam o uso de seu cargo para “Constranger, intimidar parlamentares, réus, colaboradores, advogados e agentes públicos com o objetivo de embaraçar e retardar investigações”. O Procurador Geral, Rodrigo Janot, classifica o Presidente da Câmara como “Delinquente”.


Cunha é réu no STF pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro com acusação de participar o esquema de corrupção da Petrobrás, que teria recebido 5 milhões de dólares em propinas.


Na Operação Lava Jato, o deputado é alvo de 3 inquéritos e mais 3 pedidos de inquéritos que ainda aguardam autorização para ser aberto.


O substituto de Cunha será outro investigado da Lava Jato, o Deputado Waldir Maranhão (PP-MA).

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Outubro Rosa