Técnico da Cabofriense, Eduardo Húngaro celebra vitória e aposta em vaga: "Não tem como não sonhar"

Missão agora é secar o Flu

Por Globoesporte.com em 29/02/2016 09h09

A Cabofriense venceu o Tigres neste último sábado e se colocou de vez na briga por uma fase na próxima fase - o time empatou com o Fluminense em número de pontos (sete) e está em quinto no Grupo A. A missão, ainda assim, é difícil, já que a equipe precisa torcer por um tropeço do Flu nos próximos jogos. Mas, para o técnico Eduardo Húngaro, o clube pode e deve sonhar em avançar.


Marquinhos do Sul marcou os dois gols na segunda vitória da Cabofriense neste Campeonato Carioca, um resultado que, segundo o treinador, saiu até de maneira "natural".


- Fizemos um bom jogo, construímos o jogo na qualidade dos nossos jogadores, no entendimento de por onde venceríamos o jogo. Eles foram obedientes, disciplinados, competentes tecnicamente. A Cabofriense realmente foi superior à equipe do Tigres, e a vitória aconteceu até de forma natural - acredita ele.

O Fluminense tem os mesmos sete pontos da Cabofriense, mas um jogo a menos - o duelo contra o Friburguense, válido pela oitava rodada, será realizado apenas na quarta-feira. Para avançar, o time de Cabo Frio teria que torcer inevitavelmente por um tropeço do Flu.


- Não tem como não sonhar (com classificação). A gente ainda tem essa possibilidade de classificação, então tem que continuar sonhando. Sabemos que a situação é difícil, mas vamos para Volta Redonda buscando os três pontos e ver se esses três pontos serão suficientes para colocar a gente na fase final - encerrou.


A Cabofriense volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Volta Redonda, no Raulino de Oliveira, pela oitava e última rodada da primeira fase da competição.



Matéria: Globoesporte.com

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Corrupção sem fim!