Tragédia: filho de atacante do Campos morre vitima de bala perdida

O clube do Norte Fluminense decretou luto pelo acontecido.

Por FutRio em 29/03/2016 15h45

Uma tragédia abalou o Campos Atlético nesta segunda-feira (28). O filho do atacante DG, do Roxinho, morreu nesta manhã, vítima de uma bala perdida, no Rio de Janeiro. Ryan Gabriel, de apenas quatro anos de idade, brincava na porta de casa quando foi alvejado durante um confronto entre traficantes dos morros do Cajueiro e da Serrinha, em Madureira, Zona Norte do Rio. O clube do Norte Fluminense decretou luto pelo acontecido.


O incidente ocorreu no fim da tarde de domingo. Ryan foi baleado nas costas, em frente à casa dos avós, onde foi passar o Domingo de Páscoa. Ele morava com a mãe, no Morro da Mangueira. foi encaminhada ao Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu. DG, pai da criança, tinha jogado no dia anterior contra o Americano, pela Série B do Carioca, e estava em Campos. Ele chegou a se manifestar pelo Facebook, pedindo orações pelo filho, e postou mensagens de lamento na rede social durante a segunda-feira.

A morte do menino gerou comoção nas redes sociais e protestos na própria comunidade do Cajueiro. Dois ônibus do BRT foram queimados por populares e a via ficou parada por algumas horas. Jogadores como o lateral Guilherme, do Bangu, e os próprios companheiros de DG, Júnior Pagode e Thurran, prestaram solidariedade ao atacante e à família.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Violência desenfreada