Triste ano para o Vasco

Por Ricardo Sanchez em 12/12/2015 13h07

O terceiro rebaixamento do Vasco em oito anos é triste e doloroso para os torcedores do clube e mancha a história da instituição, e disso todo mundo sabe. Mas poucos se dão conta do tanto que o futebol brasileiro perde cada vez que um clube desse tamanho deixa de jogar a principal competição do país. Perde em atratividade, competitividade, no aprimoramento de sua estrutura e em tudo mais que estiver relacionado à memória de um esporte em que o país é cinco vezes campeão do mundo. Passado o sarcasmo barato das esquinas e a felicidade juvenil dos rivais, fica necessidade da reflexão mais profunda quanto á formula da competição. A disputa por pontos corridos não trouxe avanços, e a queda de quatro dos 20 clubes instituída em 2003 castiga tanto o rebaixado quanto o evento do ano seguinte. Sobre o que foi o Vasco no Brasileiro, faltou planejamento, transparência e principalmente definição do comando técnico. Jorginho foi achado no meio da competição e aí, a vaca já tinha ido para o brejo.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política