Vereadores assinam documento para abertura de CPI em Cabo Frio

Os vereadores Celso Campista, Aquiles Barreto, Jefferson Vidal e Adriano Moreno assinaram o pedido de abertura de CPI

Por Redação JS em 11/05/2016 07h33

Após toda confusão na Câmara nesta terça-feira (10), o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (SEPE Lagos), encaminhou a Câmara de Vereadores de Cabo Frio, um documento que pede abertura da “CPI da Educação”.


Com os salários e benefícios atrasados, a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), serviria para entender porque os funcionários não recebem, mesmo com o recebimento de R$ 40 milhões de reais do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).



O documento foi recebido e assinado pelos vereadores Celso Campista (PDT), Aquiles Barreto (SD), Jefferson Vidal (PSC) e Adriano Moreno (Rede), este último estava realizando consultas médicas e não esteve presente no momento da foto. A professora e Coordenadora-geral do Sepe Lagos, Maria Júlia Barreto também assinou o documento. 


A professora e diretora de comunicação do Sepe Lagos, Denise Teixeira, e o vereador Aquiles falaram sobre o assunto.



“Na verdade a gente entrou com esse pedido por não ter transparência nas verbas públicas do FUNDEB, que é uma verba federal e deveria haver transparência. Inclusive, o Conselho do Fundeb até hoje não foi nomeado, não tem acesso as contas, como não teve na gestão passada. A comissão de educação não teve acesso a folha de pagamento, os salários sempre atrasados, com a verba em dia. Já entrou R$ 40 milhões de reais do Fundeb e o prefeito só iniciou o ano letivo em abril, ou seja, economizou muito com contratados e ainda assim não conseguiu colocar as receitas em dia. Então alguma coisa está errada e a gente que saber para onde esse dinheiro está indo, se não está indo para o fim real dele, que é pagar os profissionais da educação.”, disse Denise Teixeira.



“O pedido que O Sepe fez aos vereadores, é porque já entrou 40 milhões do Fundeb e a prefeitura não deu transparência a esse dinheiro, e os funcionários da educação não recebem salário nem 13º. Pela conta do Sindicato, esse dinheiro dá para pagar todos funcionários. Então hoje, o Sepe mandou para gente esse pedido de CPI, onde foi protocolado com a assinatura de 4 vereadores (Aquiles Barreto, Celso Campista, Adriano Moreno e Jefferson Vidal), o recebimento da denúncia e pedido do Sepe, e agora vamos encaminhar para a mesa diretora, para propor a CPI da Educação”, afirmou o vereador Aquiles Barreto.

Colunistas

Suely Pedrosa - Social Tudo sobre a Região dos Lagos
Ricardo Sanchez - Esportes O espírito da 10 de Zico
Ademilton Ferreira - Política Os bastidores da política
Vilma Matos - Editorial Famílias destruídas