Prefeitura de Cabo Frio amplia atenção domiciliar com o Programa Melhor em Casa

Quatro meses após ser implantado, em Cabo Frio, o Programa Melhor em Casa já atendeu 118 pacientes. De abril a agosto deste ano as equipes coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde, através da Superintendência de Reabilitação, realizaram 926 visitas domiciliares nos dois distritos de Cabo Frio.

Os atendimentos são realizados por duas Equipes Multiprofissionais de Atenção Domiciliar (EMADs), cada uma delas composta por médico, enfermeiro, dois técnicos de enfermagem e um fisioterapeuta; e também por uma Equipe Multiprofissional de Apoio (EMAP), composta por nutricionista, fonoaudiólogo, psicólogo, assistente social, dois fisioterapeutas e um técnico de enfermagem.

Segundo o fisioterapeuta e superintendente de Reabilitação, Jay Brasileiro, os números referentes ao atendimento neste mês de setembro ainda não foram fechados, mas somente nesta semana, 51 pacientes estão em atendimento no programa.

“O serviço de atendimento domiciliar, desenvolvido por meio do programa Melhor em Casa, é composto por diversos profissionais da saúde, que realizam atendimento no domicílio das pessoas que necessitam de cuidados de saúde mais intensivos. O acesso ao serviço geralmente é feito no hospital em que o usuário estiver internado, ou ainda por solicitação da equipe de Saúde da Família/Atenção Básica ou da Unidade de Pronto Atendimento (UPA)”, explica Jay Brasileiro.

Ainda segundo ele, o programa trouxe mais qualidade para o atendimento dos pacientes que precisam de cuidados médicos frequentes, evitando assim a internação.

“Os pacientes são admitidos no Melhor em Casa após encaminhamento das UPAs, hospitais e da Atenção Básica. Todos requerem cuidados frequentes, para que a internação seja evitada. Como exemplo, temos as pessoas que fazem a antibioticoterapia intravenosa, e o tratamento de feridas em casos mais avançados. Esses tipos de intervenção precisam de cuidados e acompanhamento médico frequente. Dentro do programa, o paciente recebe o atendimento em domicílio, tendo assim mais qualidade de vida”, afirma o superintendente de Reabilitação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here