Rede de esgoto na Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, entra em operação

A nova rede de esgotamento sanitário implantada no bairro Ponta do Ambrósio, em São Pedro da Aldeia, já está integrada ao sistema principal operado pela Prolagos e em funcionamento. A obra, que beneficia aproximadamente cinco mil pessoas, contribui diretamente na melhoria da qualidade ambiental da Lagoa de Araruama, por evitar que os imóveis lancem esgoto in natura ao ecossistema. 

Foram instaladas aproximadamente 2.300 metros de rede coletora de esgoto, com diâmetros entre 150mm e 400mm, 49 poços de visita (PV), local de acesso à rede subterrânea para vistoria, e 16 caixas de coleta em tempo seco, nas ruas Antônio Araújo Mendonça, no Vinhateiro, Manoel Vitorino Carriço e Rua Antônio Luiz de Araújo, na Ponta do Ambrósio, onde foi construída uma nova estação elevatória, responsável por bombear todo material coletado na localidade. A nova rede foi interligada à elevatória já existente na Antiga Estrada São Pedro – Cabo Frio, de onde o esgoto seguirá até a estação de tratamento.

Para não impactar a rotina dos moradores e do comércio, a intervenção foi feita por trechos, com o fechamento das valas logo após o assentamento dos tubos. A recomposição asfáltica na área trabalhada foi executada após a implantação de toda a rede. Com a conclusão da fase estrutural, a nova estação elevatória recebeu equipamentos de telemetria e passou a ser monitorada e operada do Centro de Controle Operacional, na sede da concessionária. “Este importante investimento aumenta a área de cobertura do sistema de esgotamento sanitário da área de concessão e reforça o compromisso da Prolagos com os municípios atendidos. Neste período desafiador para toda a sociedade, continuamos trabalhando para manter os nossos serviços de água e esgoto e, ainda, executar melhorias e ampliação dos sistemas”, comentou Sérgio Braga, diretor-presidente.

Além de São Pedro da Aldeia, a Prolagos é responsável pelos sistemas de água e esgoto nos municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio e Iguaba Grande. A nova rede soma à estrutura de esgotamento sanitário composto por mais de 80 elevatórias, sete estações de tratamento, que têm capacidade para tratar 97 milhões de litros de esgoto por dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here