Servidores da Educação de Cabo Frio conseguem audiência com representantes do governo

Depois de mais de 24h de ocupação na prefeitura de Cabo Frio, os profissionais da Educação foram recebidos pelos secretários de Governo, Educação, Fazenda, Administração, Ibascaf e procuradoria. O prefeito não participou da audiência. Foram debatidos os seguintes temas:

  • pagamento – não vai ter mais o calendário de pagamento do quinto dia. Vai ser publicado um calendário mensal, escalonado, para o mês de agosto. Sobre as falhas na fonte usada para o pagamento, a secretária de Educação afirmou que serão revistas;
  • isonomia – o projeto não estava pronto. A SEME já tinha encaminhado o projeto para a procuradoria. O procurador se comprometeu a encaminhar o projeto amanhã à Câmara, em regime de urgência, até às 12h, para entrar na pauta de votação;
  • reajuste dos aposentados – depende do comunicado da SEME ao Ibascaf, pois legalmente o instituto precisa desse comunicado. E sobre o reajuste dos ASGs, cozinheiras, vigias, motoristas e agentes administrativos foi dito que eles pertencem a Lei Complementar 11. O sindicato questionou que todas as categorias são da educação e tem direito ao reajuste;
  • Desconto – não vamos aceitar o desconto de greve e isso foi colocado para o governo. Se não houver ressarcimento do valor descontado, não haverá reposição;
  • concurso público – estão fazendo o levantamento das vagas reais para abrir o edital. Falamos que não temos conhecimento desse trâmite. A Comissão do PCCR não participou, mesmo sendo sua atribuição;
  • R$ 40 milhões – o SEPE cobrou sobre a denúncia do desvio dos R$ 40 milhões e o governo respondeu que está fazendo uma auditoria e divulgará o resultado nas próximas semanas.

A próxima audiência será quarta-feira, dia 17, às 15h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here