Violência contra a Mulher – Editorial JS

Quando pensamos em violência contra a mulher, a primeira idéia que passa em nossa cabeça é a violência doméstica, mas estamos enganados, mulheres são agredidas diariamente em ônibus, vans, consultórios médicos, escolas, etc.

Existem várias formas de violência: a física, sexual e psicológica. Mas, o que é violência contra a mulher? “Qualquer ato ou conduta que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto na esfera pública quanto na privada é considerada violência”.

A violência contra a mulher não está restrita a certo meio, não escolhendo raça, idade ou condição social, a mais experimentada pelas mulheres em todo o mundo é a violência física, praticada por um parceiro íntimo, elas são surradas, forçadas a manter relações sexuais ou abusadas de outro modo. Nem toda violência deixa marcas físicas, como as ofensas verbais e morais, que causam dores, que superam, a dor física. Humilhações , torturas, abandonos, etc., são considerados pequenos assassinatos diários, difícies de superar. A vítima geralmente tem pouca autoestima e se encontra atada na relação com quem agride, seja por dependência emocional ou material.

Uma palavra que esta sendo muito comentada na mídia é o Feminicidio, que é quando uma mulher e atacada e assassinada pela condição de ser mulher. Esse número de agressão esta aumentando de forma progressiva. Atualmente, só no Brasil, o número de mulheres que morrem ou são violentadas nesta situação é alarmante.

A violência contra as mulheres nunca é aceitável, nunca é perdoável, nunca é tolerável, toda mulher violentada física e moralmente, deve ter a coragem para denunciar o agressor, pois assim ela esta se protegendo contra futuras agressões.

 

 

Vilma Matos

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here