Arraial do Cabo e Cabo Frio vão receber o projeto Águas de Gaia

0
5

 Pela primeira vez no estado do Rio de Janeiro, o projeto Águas de Gaia chega às praias de Cabo Frio e Arraial do Cabo nos dias 16 e 21 de março, sábado e quinta-feira. Estas são as primeiras vivências gratuitas de surf, stand up paddle (SUP) e práticas corporais oceânicas para as mulheres das comunidades locais que acontecerão até outubro. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas pelo Instagram do projeto (@aguas.de.gaia).

Em Cabo Frio, as oficinas possibilitam às mulheres apreender o surf. Na cidade, o projeto conta com a parceria da Associação de moradores Caminho de Búzios. Já em Arraial do Cabo, as aulas serão de SUP, prática de remo em cima de um pranchão, em águas mais tranquilas em parceria da Associação dos Pescadores Artesanais no Parque das Garças Integrada (APESCARPGIN).

Ao todo, serão 28 vivências em cada cidade do Rio de Janeiro. As datas das vivências podem ser alteradas em razão das condições climáticas. O projeto é realizado pelo Instituto Incentivar, com o patrocínio da AEGEA Saneamento.

História do projeto

As vivências do projeto Águas de Gaia acontecem desde 2021 e já passaram por sete cidades, de quatro estados diferentes, oferecendo mais de 160 vivências para mais de 800 mulheres. Os encontros transformam a ligação das mulheres com o mar criando memórias e boas histórias de superação. “A ideia é colaborar para a valorização do feminino, trazer força e conexão entre as mulheres”, afirma Cris, que é um exemplo de transformação. “Saí da depressão pós-parto devido ao surf e vi muitas mulheres atingirem a saúde mental e até mesmo deixar relacionamentos abusivos devido à prática do esporte. Ele nos traz força”, conta.

O projeto foi pensado, criado e costurado para permitir que as mulheres possam se reencontrar, aprender o esporte proposto e superar traumas ligados à água. “Com 11 anos, eu me afoguei em um redemoinho. Desde então, nunca mais entrei no mar ou mergulhei em água nenhuma. Mais de 50 anos depois, graças ao apoio que tive do projeto, consegui vencer esse trauma e finalmente entrei de novo no mar. Não poderia estar mais feliz”, contou Edneide Taibart, participante do núcleo Taíba, no Ceará, cenário de uma das edições do projeto.

A iniciativa cria um ambiente acolhedor nas areias da praia e permite que as mulheres possam ter um momento de conexão com elas mesmas e com a natureza. “Fazemos o possível para facilitar a participação de todas as mulheres. Oferecemos alimentação, transporte, cuidadoras para que as mães possam ter com quem deixar seus filhos e participar”, explica Cristiane Brosso, idealizadora do projeto. 

Com um método próprio que funde o yoga a outros saberes ancestrais e o conhecimento do mar, o projeto favorece o lazer com inclusão social, saúde integrada e conscientização ambiental.  Mais que ser destinado às mulheres, são elas quem fazem parte de toda a operação. A equipe é toda formada por mulheres e locais: instrutoras de surf e consciência corporal e cuidadoras. “Em cada cidade, a comunidade local é envolvida no desenvolvimento das oficinas. As mulheres que surfam e conhecem o mar passam por uma capacitação na metodologia própria do Águas de Gaia para ensinar o esporte e ao final do projeto, podem continuar com as aulas gerando renda comunitária”, finaliza Cristiane.

Como se inscrever

Cada mulher ou ONG que tenha interesse em participar, pode entrar em contato pelo perfil oficial do projeto no Instagram (@aguas.de.gaia), onde há um link direto para as inscrições.

Destinos do projeto:

Águas de Gaia – Cabo Frio, Rio de Janeiro

Datas e horários: aos sábados a partir 16 de março, das 8h às 13h

Instituição parceira: Associação de moradores Caminho de Búzios

Águas de Gaia – Arraial do Cabo, Rio de Janeiro

Datas e horários: às quintas-feiras a partir de 21 de março, das 8h às 13h

Instituição parceira: PESCARPGIN – Associação dos Pescadores Artesanais no Parque das Garças Integrada

Sobre o Águas de Gaia

Águas de Gaia é um projeto social que oferece aulas de surf e stand-up paddle somadas a práticas corporais, sempre de mulheres para mulheres. As instrutoras são contratadas localmente e passam por uma capacitação na metodologia própria do Águas de Gaia, fomentando a geração de renda comunitária. Além das vivências gratuitas, o projeto garante, para as mulheres atendidas, transporte, alimentação e acolhimento dos seus filhos na praia. O convite é para que elas tenham um momento de conexão consigo, com a natureza e realizem o sonho de aprender a surfar.

Sobre o Instituto Incentivar

O Instituto Incentivar Esporte e Cultura nasceu em 2013 por meio da união entre profissionais e entusiastas de diversos campos de atuação em esporte e cultura, com o intuito de somar forças e a experiência de cada um e cada uma no sentido de propor, incentivar e viabilizar projetos que impactem a nossa sociedade. Desde então, esteve envolvido com a realização de projetos inclusivos que impactam milhares de pessoas em comunidades vulneráveis pelo Brasil: Manobra da Virada e Manobra do Bem (edições de 2017 e 2018, em parceria com a reconhecida ONG Social Skate), Virada Esportiva Inclusiva, Desvendar Esporte (4 edições) e Águas de Gaia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here