“Caminhos da História” tem semana de atividades com alunos da rede municipal de Cabo Frio

Desenvolvido pela Secretaria de Turismo em parceria com a Secretaria de Cultura de Cabo Frio e a Universidade Estácio de Sá, o projeto “Caminhos da História” desta semana será especial: até a sexta-feira (19), cerca de 130 estudantes das escolas municipais Professora Talita Hernandes Perelló (Jardim Esperança) e Maestro Rui Capdeville (Guarani) vão conhecer de perto as curiosidades e memórias dos patrimônios de Cabo Frio, com auxílio de historiadores.

Coordenado pela Superintendência de Turismo Histórico e Social da Secretaria de Turismo, o primeiro passeio aconteceu nesta terça-feira (16). No tour, os estudantes conhecem a Casa de Cultura José de Dome (Charitas), o complexo histórico da Passagem, o Forte São Mateus, a Praça Porto Rocha, o Museu de Arte de Religiosa de Cabo Frio (Mart) e a Fonte do Itajuru.

“O mais interessante é a curiosidade das crianças que escutam tudo muito atentamente. Mesmo morando aqui, elas acabam não tendo muita noção sobre a rica história da cidade e, com esse projeto, adquirem conhecimento não só através da fala dos historiadores, mas também vendo de perto o nosso patrimônio físico”, contou um dos historiadores da Superintendência de Turismo Histórico Social, Pablo Magaton.

Implantado em 2017 pela Secretaria de Cultura, o projeto “Caminhos da História” ficou paralisado por alguns meses no governo anterior, mas foi retomado em agosto deste ano pela Secretaria de Turismo com a missão de promover o turismo histórico tanto para moradores quanto para visitantes. Já o projeto com foco nos estudantes da rede municipal começou na última semana com passeio para alunos da Escola Municipal Evaldo Salles (Peró): o sucesso foi tanto que a agenda de outubro e novembro está lotada.

“A grande procura pelo projeto mostra que a semente que plantamos, do amor pela história, já germinou e floresce. É muito gratificante ver professores, alunos, moradores e visitantes com esse desejo pelo conhecimento. E quem conhece, valoriza e preserva”, disse o superintendente de Turismo Histórico e Social, Paulo Cotias.

Escolas interessadas em agendar o passeio devem entrar em contato com a Superintendência de Turismo Histórico e Social por meio do Whatsapp (22) 99951-0293. Escolas particulares também podem participar, desde que assegurem a responsabilidade pelo veículo que fará o transporte do passeio. O agendamento precisa ser feito com antecedência para elaboração dos roteiros, que podem sofrer alterações por conta do tempo. É aconselhável o uso de roupas e calçados confortáveis e, em dias de sol forte, o uso de protetor solar, além de cuidados com a hidratação durante o trajeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here