Escolas da rede municipal de Cabo Frio recebem primeiras entregas de alimentos da agricultura familiar

As escolas da rede municipal de Cabo Frio começaram a receber, esta semana, os primeiros alimentos produzidos pela agricultura familiar, através da Associação de Pequenos Produtores Rurais do Projeto de Assentamento e Economia Solidária de Campos Novos, em Tamoios. Na rede municipal os estudantes contam com merenda elaborada pela equipe de Nutrição da Secretaria de Educação. As porções são preparadas com 30% de itens alimentícios provenientes da produção agrícola familiar da região e arredores.

Ao todo, quatro associações de agricultores familiares foram habilitadas para fornecimento de gêneros alimentícios da merenda escolar. Entre os produtos da lista estão abóbora vermelha, aipim, alface lisa, banana prata, cheiro verde, couve, laranja seleta, beterraba e batata doce.

As equipes diretivas das unidades escolares se prepararam para o retorno de uma nova porcentagem de alunos em sala de aula, 70%, de forma atender ao cardápio nutricional, que é elaborado a partir dos alimentos fornecidos, utilizados tanto para o almoço, quanto para o lanche.

Os pratos ganharam mais cores, utilizando itens como abóbora e couve para garantir o valor nutricional que os alunos precisam. Na escola agrícola municipal Nilo Batista, em Tamoios, os alunos desfrutaram de um momento nutritivo com rodelas de abacaxi.

Segundo a coordenadora de Nutrição da Secretaria de Educação, Aparecida Marinho, existe uma logística para entrega dos alimentos e controle do que é entregue nas unidades.

“As entregas ocorrem semanalmente nas unidades escolares, seguindo cronograma e rota previamente estipulada. Temos o cuidado de orientar aos diretores que façam o registro do recebimento e conferência das quantidades, e principalmente da qualidade dos produtos. Com o retorno ao ensino presencial, voltamos a oferecer aos alunos merenda com acompanhamento nutricional”, comentou.

A merenda escolar é adquirida através verbas federais do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e do Programa Municipal de Alimentação Escolar (PMAE), repassadas mensalmente pelo município às escolas. Segundo a legislação vigente, 30% do volume de alimentos destinados às escolas deve ser oriunda da agricultura familiar.

Além da merenda, fornecida regularmente durante o turno em que o aluno está matriculado, a Secretaria de Educação prepara, por meio de processo licitatório, a entrega de nova remessa de kits alimentares aos 32.037 alunos da rede matriculados no ano letivo de 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here