Chumbinho: “Vou sim atender os profissionais da Educação, mas só através do procurador do Ministério Público”

Cláudio Chumbinho

Os profissionais da Educação de São Pedro da Aldeia entraram em greve na última segunda-feira, dia 20. Na quarta-feira, dia 22, eles ocuparam a Prefeitura Municipal, segundo o Sepe Costa do Sol, sindicato que representa a categoria, a medida foi tomada porque os servidores não conseguiram uma reunião com o atual prefeito, Cláudio Chumbinho, para as devidas negociações.

Em entrevista exclusiva, o prefeito de São Pedro da Aldeia, Cláudio Chumbinho, falou sobre a ocupação da prefeitura por um grupo de professores e as reivindicações da categoria, na manhã desta quinta-feira, dia 23.

 

JS – Como estão as coisas?
CC – É uma situação complicada, porque a gente vinha dialogando no Sepe de São da Aldeia, temos uma comissão formada pelo secretário de Governo, o Procurador e o secretário de Educação, discutindo as melhorias. A minha intenção é estar sempre melhorando. A gente vive um momento muito difícil no país. Eu queria deixar bem claro, que sempre tive muita responsabilidade com o salário do servidor de manter em dia. E volto a dizer, nós estamos com o salário em dia. Eu nunca deixei atrasar o salário do servidor. Infelizmente, está havendo um movimento, algumas pessoas da área da Educação, junto com Sepe e até envolvidos na política. Há um elemento desses que foi candidato a prefeito no município de São Pedro, a gente não pode brincar com Educação.

JS – O senhor vai atender ao Sepe?
CC – Vou sim atender o Sepe, mas só vou atender através do procurador do Ministério Público. Nosso procurador já entrou com um pedido de agendamento no MP e vai sair uma liminar hoje sobre a paralisação. Não adianta a gente criar uma agenda, discutir as melhorias, as reivindicações deles e cada momento eles mandam um ofício solicitando uma coisa diferente. Nós vivemos um momento diferente, difícil, temos um orçamento, uma responsabilidade com a cidade. A prefeitura é uma empresa, a gente não pode brincar. Realmente, nossos professores ganham pouco, temos que mudar essa lei do país, mas hoje, a cidade tem uma arrecadação muito pequena, 70% da população não paga IPTU, dos R$ 30 milhões que era para o município arrecadar, ele arrecadou R$ 10 milhões. Mas mesmo assim, estamos trabalhando com muita responsabilidade.

 

“Se os pais de alunos quiserem saber o que está acontecendo, eu vou abrir o meu gabinete com maior prazer”

 

JS – Sobre a invasão, o que o senhor tem para falar?
CC – Ontem eles invadiram a prefeitura, dormiram lá, não sei o porque, principalmente, eles sendo da área da Educação, existe diálogo. Eu estou aqui, não brigo com ninguém, quero dialogar com transparência e responsabilidade. Mas tem pessoas que querem zoar em frente à prefeitura, com apito, fazendo musiquinha xingando o prefeito, isso para mim não é educação. Eu vou fazer tudo que Ministério Público mandar, através da justiça, vou seguir a lei. Se os pais de alunos quiserem saber o que está acontecendo, eu vou abrir o meu gabinete com maior prazer. Quero deixar claro que estamos com salário em dia e seguindo a lei.

 

 

Saiba mais: https://jornaldesabado.net/noticia/profissionais-da-educacao-em-greve-ocupam-prefeitura-de-sao-pedro-da-aldeia-e-afirmam-que-energia-do-predio-foi-cortada/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here