Escola cívico-militar em São Pedro da Aldeia é oficializada em Portaria

Já está publicada a Portaria n° 569 que oficializa a seleção de São Pedro da Aldeia para implantação da escola-cívico militar do Governo Federal. O documento do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (PECIM) confirma a escolha da E. M. Miriam Alves de Macedo Guimarães como a unidade nomeada para o novo conceito de gestão.

Na manhã desta segunda-feira (12), a direção da escola e representantes da Secretaria de Educação realizaram uma reunião de boas-vindas com os oficiais de Gestão Educacional da Marinha do Brasil. Participaram do encontro Capitão de Corveta, Novaes, e o Capitão-Tenente, Vinícius, que ficarão responsáveis em realizar a ligação entre a unidade de ensino e o PECIM.

Além da acolhida inicial, o encontro teve como objetivo o esclarecimento de dúvidas e o estreitamento de laços entre as equipes. Dando ênfase às questões humanas, o grupo também teve como pauta o resgate de valores, o sentido de cidadania e a disciplina. Os assuntos serão trabalhados com os alunos de 6º ao 9º ano atendidos na escola situada no bairro Fluminense.

A subsecretária de Educação, Kátia Moreno, esteve presente na reunião e falou sobre como o novo modelo de ensino irá favorecer no crescimento do aluno. ““Educação é feita de amor e de acolhimento, e esses valores terão evidência com o auxílio que teremos após o início do programa na escola Miriam. É uma felicidade ver que os alunos irão ter esses ensinamentos, que muitas vezes não recebem tanto destaque no seu dia a dia, como os temas que serão abordados no Projeto Valores”, disse Kátia, citando projeto já estabelecido na unidade.

Para o secretário de Educação, professor Elias Valadão da Mota, a realização é um marco para a Educação aldeense. “Fico profundamente feliz em ver que a educação está sempre caminhando rumo a feitos grandiosos para a cidade. Essa oportunidade será um diferencial na formação dos nossos alunos e também um marco, que será refletido em uma sociedade mais competente e dedicada em fazer o bem”, afirmou Elias.

Durante o encontro, também foi citada a seleção realizada pelo Ministério da Defesa para convocação de 10 militares veteranos para a área de monitoria da escola. A medida é interna e contará com o apoio de oficiais com formações que irão auxiliar nas atividades propostas pelo novo modelo de ensino.

O Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares é uma iniciativa do Ministério da Educação, em parceria com o Ministério da Defesa, que apresenta um conceito de gestão nas áreas educacional, didático-pedagógica e administrativa com a participação do corpo docente da escola e apoio dos militares. De acordo com o MEC, os professores e demais profissionais da educação seguem como responsáveis pelo trabalho didático-pedagógico, e os militares atuam apenas no apoio à gestão escolar e educacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here