PF realiza operação em Búzios para reprimir tráfico de mulheres para a Europa 


A Polícia Federal realizou uma operação na manhã desta terça-feira (23), em Armação dos Búzios, para desarticular uma associação criminosa voltada para a prática dos crimes de tráfico internacional de pessoas para exploração sexual na Europa e tráfico internacional de drogas. 

O objetivo da Operação Lenocinium era cumprir um mandado de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Federal de São Pedro da Aldeia, na cidade de Búzios. O termo “Lenocinium” vem do Latim e significa o tráfico de escravas para a prostituição. 

A operação foi encerrada por volta das 10h e uma mulher, que é o principal alvo da operação, não foi localizada. Segundo a PF, ela está foragida no exterior e já está na lista da difusão vermelha da Interpol. Documentos que vinculam a mulher aos eventuais crimes cometidos foram apreendidos. 

A quadrilha foi descoberta pela Polícia Federal depois que uma vítima, que havia aceitado ir para a Itália com a promessa de emprego, conseguiu fugir ao se ver mantida em cárcere. Na cidade de Búzios, ela foi recrutada por uma agenciadora e levada para Itália com todas as despesas pagas, inclusive as taxas de emissão de passaporte na PF e a passagem aérea.

Segundo a PF, as medidas cautelares foram requeridas após as investigações da PF concluírem que uma mulher foi aliciada por um dos membros do grupo criminoso com uma promessa de trabalho na Itália. Ela foi levada do Brasil até a cidade de Empoli, na Itália. 

Na cidade italiana, a vítima foi mantida em cárcere privado, ameaçada e obrigada a se prostituir. 

Investigação continua

A Polícia Federal informou que as investigações serão aprofundadas para confirmar os indícios de que o grupo criminoso que atua na rede de prostituição do Brasil pode estar ligado à máfia italiana voltada ao tráfico de mulheres para fins de exploração sexual, assim como o envolvimento no tráfico de drogas para o exterior.

Os policiais buscam apreender computadores, aparelhos celulares e documentos de interesse para a investigação. 

As penas para os crimes de tráfico internacional de pessoas para fins de exploração sexual e tráfico internacional de drogas variam de 4 a 20 anos de reclusão e multa. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here