Setembro Amarelo – Mês de Prevenção do Suicídio – Editorial JS

Há alguns dias uma notícia me entristeceu profundamente, provocar o fim da própria vida está entre as principais causas de morte entre jovens de 15 a 29 anos, e também de crianças e adolescentes. No Brasil, há um suicídio a cada 45 minutos.

A Organização Mundial da Saúde – a OMS, definiu que a data de 10 de setembro como o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Por isso a Campanha do Setembro Amarelo.
O suicídio é a terceira causa de morte entre os jovens. Devemos considerar seriamente todos os sinais de alerta que podem indicar que a pessoa está pensando em suicídio. As pessoas sob risco de suicídio costumam falar freqüentemente sobre a morte, se sentir sem esperança, culpada, com falta de auto-estima e tem visão negativa de sua vida e do futuro, se isolam, tem alteração de humor, costumam ficar muito tempo dentro do quarto, choro freqüente.

Algumas expressões e comentários repetidos são sinas de alerta: “vou desaparecer”; “me deixem em paz”; “eu queria dormir e nunca mais acordar”, “eu quero sumir”. As dores na alma, não são detectadas em nenhum exame, mas é uma dor tão insuportável que o único desejo para se libertar dela seria a morte. Tristeza todos nós temos, o que muda é como nós a encaremos, e falar é a melhor solução, por isso a necessidade de procurar uma ajuda profissional, pois em alguns casos o medicamento é necessário.

Infelizmente o suicídio pune diretamente os familiares e amigos, pois eles se sentem culpados pelo acontecido e pela incapacidade de ajuda.

O suicídio acaba sendo uma “válvula de escape”, a pessoa não deseja a morte, mas ela a considera uma saída para todo seu sofrimento.

Vilma Matos
vilmalua@yahoo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here