Cabo Frio: Justiça solta o ex-presidente da Comsercaf, Cláudio Moreira

Nesta sexta-feira, dia 27, o ex-presidente da Comsercaf, Cláudio Moreira, e os demais réus da Operação Basura foram soltos, por determinação do juiz da 1ª vara Criminal de Cabo Frio, Vinícius Marcondes de Araújo.

O prazo estabelecido para a prisão preventiva se esgotou e, como não tinham elementos que sustentassem a prisão, o magistrado mandou liberar todo mundo, inclusive os irmãos Bruno e Pablo Toledo, donos da Prime, empresa que prestava serviços para a Comsercaf.

Operação Basura

A Operação Basura, foi desencadeada no dia 05 de dezembro pela Polícia Federal (PF) e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (Gaeco/MPRJ), cumpriu quatro mandados de prisão preventiva, 39 de busca e apreensão e 13 de condução coercitiva em oito municípios dos estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Basura significa lixo em espanhol.
De acordo com a PF, a operação teve como ponto de partida denúncias de que caminhões coletores de lixo, que estavam sendo usados em contratos emergenciais firmados pela Comsercaf, já se encontravam na cidade muito antes da efetiva assinatura dos contratos, “o que indicaria o possível conluio entre os donos dos veículos e a administração pública”. A Comsercaf é a autarquia municipal responsável pela fiscalização das atividades de conservação em Cabo Frio.

“Os contratos somam mais de R$ 60 milhões desde o início do ano de 2017, sendo que a movimentação bancária das empresas e dos investigados, demonstrou forte movimentação de recursos, aquisição de bens móveis em espécie e saques de alvos valores em espécie, o que é indicativo de pagamento de propina e lavagem de dinheiro”, ressalta a nota. Sobre o contrato de iluminação pública, o texto destaca que, além de indícios de superfaturamento, existem elementos que indicam fraude no pregão que efetivou o contrato definitivo de manutenção, no valor de mais de R$ 6 milhões, por 12 meses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here