Coronel Ruy França, que já esteve à frente do batalhão da região, fala sobre a segurança pública do Estado

0
945

 

“Para fazer segurança pública tem que ter investimento maciço, para que tenhamos condições de fazer um trabalho satisfatório”

 

Nesta sexta-feira, dia 01, o Coronel Ruy França, que já esteve à frente do 25º Batalhão de Cabo Frio, concedeu uma entrevista exclusiva ao Jornal de Sábado e Rádio Litoral FM 94,5. Atualmente Rui está na Zona Sul do Rio de Janeiro, no 23º BPM.

 

Novo batalhão

“Uma área bastante tensa agora. Tenho São Conrado, que tem a Rocinha, sob comando e sempre temos problemas naquela região. A polícia tem tentado ameninar as questões daquela área. A gente sabe que o governo do Estado e Federal está passando por uma crise econômica enorme e atingiu as forças policiais, para fazer segurança pública tem que ter investimento maciço. Para que tenhamos condições de fazer um trabalho satisfatório” diz.

Sobre como andar no Rio

“Eu recomendo que tenham muita cautela. Saber aonde vai, os horários, posturas de prevenções que acabam minimizando os efeitos da criminalidade. Falo nas minhas palestras que se as pessoas tivessem um pouco mais de cuidado, evitariam muita coisa. Por exemplo, na porta de um apartamento, no celular, dentro do carro, esperando alguém descer. Liga, avisa que está chegando e pede para esperar na portaria”, explica.

 

Milícia

“A gente tem sido muito diligente nesse sentido. Bandido e polícia são situações distintas. Temos que atuar de forma muito dura, a corporação está sempre atenta. Nós temos uma Corregedoria muito forte”, afirma.

 

Mais um batalhão

“É uma área muito extensa para que um batalhão seja responsável. Embora, a gente sempre vinha conseguindo resolver os problemas da região. Mas uma questão é que realmente tivesse um fracionamento dessa região. Na minha época, chegamos a andar com um projeto nesse sentido, querendo um batalhão em Araruama e que ficasse responsável por lá, Saquarema, Rio Bonito e Silva Jardim. E ficaria para o 25º os municípios de Iguaba Grande, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio, Armação dos Búzios. O que resultaria um serviço de melhor qualidade”, garante.

 

Experiência em Cabo Frio

“Tive  uma passagem que quase 2 anos e meio a frente do 25º BPM  e isso me trouxe uma experiência muito interessante, enriqueceu meu trabalho. Tivemos oportunidade de conviver com vários problemas que acabou agregando muito a minha profissão”, disse.

 

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here