Ex-funcionários de empresa Álcalis protestam por pagamento de rescisões em Arraial do Cabo

Ex-funcionários da Álcalis, empresa que faliu há 12 anos, fizeram um protesto na tarde desta segunda-feira (23) em Arraial do Cabo,  pedindo o pagamento dos direitos trabalhistas, que ainda não foram quitados.

A empresa decretou falência em 2006 e, desde então, cerca de 600 trabalhadores ficaram sem receber as rescisões. De acordo com os manifestantes, pelo menos 18 ex-funcionários desse montante morreram sem receber os direitos. Durante o protesto nesta segunda, os trabalhadores fixaram cruzes no chão simbolizando esses colegas de trabalho.

Segundo os trabalhadores, no ano passado houve um acordo firmado entre o Ministério Público do Trabalho, Sindicato de ex-funcionários e administradora judicial da empresa que garantiu o leilão de dois terrenos por até R$ 75 milhões.

Esse dinheiro, segundo eles, seria usado para pagar as verbas rescisórias, mas até agora eles não receberam nada.

Fundada em 1943, durante o governo de Getúlio Vargas, a Álcalis era uma estatal que produzia Barrilha, matéria-prima usada na fabricação de plásticos e vidros. Quase 50 anos depois, em 1992, ela foi privatizada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here