Cabo Frio cria Grupamento Patrulha Maria da Penha

0
39

Fortalecendo as políticas públicas de combate à violência contra a mulher, a Prefeitura de Cabo Frio, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança, lançou o Grupamento Patrulha Maria da Penha. A cerimônia de anúncio do serviço aconteceu na Praça Porto Rocha, no centro de Cabo Frio. Com a presença de diversas autoridades civis e militares, o prefeito de Cabo Frio, José Bonifácio, assinou o decreto nº 7.070/2023, oficializando a criação do serviço.

O prefeito destacou a força conjunta para que o serviço fosse criado e destacou a importância do fortalecimento no combate às práticas violentas contra as mulheres. 

“Esse grupamento que estamos criando é mais uma forma de combater essa prática criminosa e inaceitável, que é a violência contra as mulheres. Infelizmente grande parte dos casos vêm de dentro de casa, de companheiros e familiares. Desejo sorte e força aos agentes que estarão nessa missão árdua, porém muito importante para garantir a segurança das mulheres cabo-frienses”, disse o prefeito José Bonifácio.

A Patrulha Maria da Penha é um destacamento especializado da Guarda Civil Municipal, que atua a partir da Lei n.º 11.340/2006, a Lei Maria da Penha. A Patrulha terá funcionamento diário e durante 24h. O serviço poderá ser solicitado através do número 153, diretamente com uma equipe específica para esse atendimento às mulheres, ou às chamadas de emergência.


Esse dia é uma data especial, pois ao longo dos meses temos nos empenhado para capacitar essa equipe que estará diretamente com a população no Grupamento Patrulha Maria da Penha. Nosso prefeito sempre esteve apoiando essa iniciativa. Após muito trabalho, com apoio de diversas forças, temos certeza que essa equipe está pronta para essa missão”, disse o secretário de Direitos Humanos e Segurança, Ruy França.

A equipe da Patrulha Maria da Penha vai trabalhar de forma integrada na rede de proteção do município. A vítima poderá acionar o serviço pelo telefone ou presencialmente na base da Guarda Civil Municipal, na rua Governador Valadares, 345, em São Cristóvão. As mulheres atendidas e vítimas de violência doméstica serão encaminhadas para o Centro de Atendimento à Mulher (Ceam).

À frente da coordenação da Patrulha Maria da Penha, a Guarda Civil Municipal Regiane Costa celebrou a criação da Patrulha.
“Nossas ações com a Patrulha Maria da Penha visam auxiliar às mulheres vítimas de violência doméstico-familiar a romperem o ciclo da violência, assegurando-lhes o atendimento, acompanhamento e monitoramento de medidas protetivas de urgência, com base nos princípios da ética, sigilo, acolhimento, empatia e humanidade. Ter esse serviço em Cabo Frio é um avanço, uma emoção enorme levar esse serviço a mulheres que precisam dessa ajuda. Quando o assunto é violência contra a mulher não podemos perder tempo”, disse.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here