Cabo Frio vai ampliar rondas escolares e ações de combate ao bullying nas escolas

0
143

Uma reunião realizada nesta segunda-feira (10) entre representantes de diferentes secretarias municipais de Cabo Frio, discutiu sobre estratégias de segurança para escolas da cidade. 

Entre as medidas discutidas, ficou definido que será reforçada a segurança escolar com a Patrulha Escolar e o Proeis, da Polícia Militar, além da ampliação da Ronda Escolar e do número de palestras realizadas pela Guarda Civil Municipal sobre bullying e outros temas pertinentes. 

Também foi iniciado o estudo de impacto financeiro para a implementação de um sistema de monitoramento em todas as 90 unidades de ensino da cidade. 

Entre as autoridades reunidas estavam a secretária de Educação, Elicéa da Silveira, e os secretários de Direitos Humanos e Segurança, Ruy França; de Saúde, Jânio Mendes, e o comandante do 25º Batalhão de Polícia Militar, Leonardo Oliveira. 

A Prefeitura informou que a Educação disponibilizará veículos para auxiliar na ronda da Guarda Civil Municipal, e colocará à disposição o sistema interno da pasta para identificação dos alunos. 

A Secretaria de Saúde trabalhará com psicólogos na recepção de estudantes que apresentarem sinais mais evidentes de algum problema psicológico. 

Também participaram do encontro o coordenador geral de Planejamento e Estratégias das Relações Institucionais da Secretaria de Educação, Alessandro Teixeira; a orientadora educacional Jamel Junia; o agente da Guarda Municipal responsável pela Coordenadoria de Ensino da Guarda Civil Municipal, Douglas Ribeiro, e o superintendente de Juventude, Marlon Barbosa.

Reforço no patrulhamento

Na manhã desta segunda-feira, agentes da Guarda Civil Municipal e do 25º Batalhão de Polícia Militar reforçaram o patrulhamento preventivo nas unidades escolares de Cabo Frio. 

As forças policiais reforçam a importância de que a população não compartilhe informações falsas para não gerar pânico desnecessário, e colabore com as autoridades através dos canais de denúncia disponíveis. 

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com SaferNet Brasil, criou um canal exclusivo para recebimento de informações de ameaças e ataques contra as escolas. Essa é uma das ações da Operação Escola Segura, que teve início na última quinta-feira (6). 

Todas as denúncias são anônimas e as informações enviadas serão mantidas sob sigilo: https://www.gov.br/mj/pt-br/escolasegura.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here