Dia D da vacinação contra a gripe acontece neste sábado em Búzios

0
304

Seguindo a estratégia nacional de vacinação contra a influenza, no próximo sábado (13), a Secretaria Municipal de Saúde promove o dia D contra a gripe. Neste dia, todas as unidades de saúde estarão abertas das 8h às 16h, para garantir que todo grupo prioritário possa se vacinar.

A vacina contra a gripe segue liberada apenas para as pessoas dos grupos prioritários, estabelecidos pelo Ministério da Saúde, sendo pessoas com 60 anos ou mais, Crianças de 6 meses a menores de 6 anos, indígenas, quilombolas, grávidas e puérperas (mulheres até
45 dias após o parto), Pessoas com deficiência (PCD), professores da educação, Profissionais da força das forças de segurança, salvamento e forças armadas, profissionais da saúde, pessoas em situação de rua, funcionários do sistema prisional, pessoas privadas de liberdade, trabalhadores do transporte rodoviário coletivo, trabalhadores portuários, caminhoneiros e pessoas com comorbidades. O restante da população deverá aguardar a liberação da vacina.

“O pico da doença ocorre nos meses de julho e agosto, no inverno, então é importante que a população esteja vacinada antes desse período. Neste ano, houve a antecipação da campanha, que tradicionalmente começa em abril, em razão do aumento da circulação de virus respiratório no País. Para facilitar o acesso, no dia D todos os postos de saúde estarão abertos das 8h às 16h” enfatiza a secretária municipal de Saúde, Dra. Priscilla Gasparetto.

Para quem for se imunizar, é necessário apresentar documento de identificação RG e CPF e adultos, se possível, a caderneta de vacinação, já para crianças a apresentação é obrigatória, seguindo determinação do Ministério da Saúde.
No caso das categorias profissionais, será preciso apresentar comprovação de prestação de serviço (holerite/crachá). Já os portadores de comorbidades devem apresentar um documento que comprove a sua condição.

A vacina, que foi desenvolvida pelo Instituto Butantan, protege contra três sorotipos diferentes da doença: H1N1 Victoria, H3N2 Tailândia e B Áustria. A imunização contra a gripe é fundamental para prevenir complicações, internações e mortes decorrentes das infecções pelos vírus da influenza. Estudos estimam que a vacinação reduza de 32% a 45% as hospitalizações por pneumonias; de 39% a 75% a mortalidade global: e cerca de 50% as doenças relacionadas à influenza. Anualmente é necessário tomar a dose da vacina para que seja efetiva na proteção contra as cepas dos principais vírus que circulam no Brasil.

“Iniciamos a estratégia no dia 25 de março e vamos estender até o dia 31 de maio na vacinação do grupo prioritário. Essa vacina é muito segura e o ideal é que as pessoas do grupo prioritário busquem se vacinar o mais rápido possível, para estarem protegidas.” ressalta a enfermeira da Gerência de Imunização, Priscila Merlin.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here