Mulher é sequestrada pelo ex-companheiro em Saquarema e pede ajuda a guarda escrevendo SOS na mão

Nesta quarta-feira (02), por volta das 16h, uma mulher que estava em um veículo, em Bacaxá, em Saquarema, e que estaria sendo levada à força pelo ex-companheiro, pediu socorro de forma inusitada: escreveu em sua própria mão a sigla SOS – código universal de socorro – e sinalizou para um agente de trânsito em serviço.

O agente repassou a informação para a Supervisão da Guarda Civil Municipal que interceptou o veículo, no Centro de Saquarema, e resgatou a vítima.

O ex-companheiro foi detido e encaminhado à 124ª Delegacia de Polícia, na Vila, para as medidas administrativas cabíveis. A vítima informou que havia uma medida protetiva contra ele, mas como foi constatado pelo escrivão, a ordem judicial estava vencida. Participaram da ocorrência, além do atento agente de trânsito, a GCM VTR Supervisão, a PMERJ e 124ª DP.

Pedindo socorro

Embora a sigla SOS tenha sido usada com sucesso pela vítima, é o X vermelho desenhado na palma da mão que faz parte de uma campanha mundial para amparar mulheres em situação de violência doméstica. Essa foi uma maneira discreta, rápida e simples para que mulheres possam pedir socorro em farmácias ou repartições públicas, por exemplo.

Para aprimorar as ações em defesa da mulher, no final de novembro de 2021, a Prefeitura de Saquarema, por meio da Secretaria Municipal da Mulher, iniciou o projeto “Quebrando o Silêncio”, que disponibiliza uma nova ferramenta para que as mulheres que sofrem algum tipo de violência doméstica realizem denúncias de forma fácil e direta. Um cartaz contendo QR Code foi afixado em diversos locais públicos e estabelecimentos comerciais da cidade para que mulheres denunciem seus agressores. Ao apontar a câmera do celular para o cartaz, um canal de comunicação direto será aberto com a Guarda Maria da Penha. Contatos com as equipes da Guarda Maria da Penha de Saquarema também podem ser feitos pelo número 22 99859-7841, que funciona para ligações e mensagens via WhatsApp.

O SOS

O código universal de socorro SOS não foi criado baseado em qualquer expressão, mas sim por se tratar de um grupo de letras que não significam absolutamente nada quando estão juntas evitando, assim, as chances de serem confundidas com outro significado. A sigla foi criada em 1906, quando a comunicação era feita, principalmente, por Código Morse e o SOS era o conjunto de letras mais fácil de reproduzir e menos difícil de ser confundido: S (…) O (—) S (…) – uma sequência ininterrupta de três pontos e três traços.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here