Vamos colocar em dia o salário dos servidores e o dinheiro vai voltar a circular em Cabo Frio

0
451
 secretário municipal de Fazenda de Cabo Frio, Clésio Guimarães, concedeu uma entrevista exclusiva ao Jornal de Sábado, na manhã desta sexta-feira, dia 19. O secretário falou sobre os salários atrasados dos servidores, protestos e pagamento do IPTU.
Confira a entrevista completa:
JS  – O que os servidores de Cabo Frio podem esperar em relação aos pagamentos de seus salários e décimo terceiro?
 
CG-  Com relação aos pagamentos a nossa esperança é que agora, a partir de fevereiro, já possa estar pagando em dia. Quanto ao décimo terceiro, nós temos a necessidade da venda da Folha, que é um recurso extraordinário que entraria e nós faríamos o pagamento. Se, por ventura, isso não ocorrer, nós usaremos o IPTU para pagar. E, após o pagamento do décimo terceiro, cuidaremos daquilo que ficou para trás relativo a gestão anterior.
 
JS – Guardas municipais, servidores da Saúde e Educação tem feitos protestos na cidade. O que a Prefeitura de Cabo Frio deve hoje a esses servidores?
 
CG – Décimo terceiro de 2017 e algumas verbas e parcelamentos relativos a gestão anterior. Isso dá, aproximadamente, uns R$30 milhões.
JS – A prefeitura se coloca hoje como a maior empregadora do município, seria dinheiro circulando na cidade.
 
CG – Não há dúvida. Com a prefeitura como maior empregador, ela tem esse papel de distribuição de renda. O dinheiro vai para as mãos das pessoas e elas vão gastar no comércio, mas isso você já pode sentir uma diferença do ano passado até agora, já houve uma diferença boa. Estamos com uma diferença de no máximo 15 dias. Então, esse pagamento sendo feito e ingressando no mercado, ele cria uma movimentação econômica que inclusive vai gerar mais empregos também. Uma coisa leva a outra. Os comerciantes podem ter certeza que já vamos colocar em dia o salário dos servidores e o dinheiro vai voltar a circular em Cabo Frio como em épocas passadas.
JS – O senhor já falou que “Só Jesus” poderia resolver, mas há quanto tempo isso poderia se resolver?
 
CG – Eu diria que no máximo em médio prazo. A minha expectativa é que a curto passo possa se resolver, mas estou dando um pouquinho mais tempo, no meio do ano, para que a gente possa dar certa flexibilidade. Mas acho que antes disso a gente já vai colocar tudo em dia.
JS – Quanto ao IPTU, quais os descontos os moradores vão receber?
 
CG – Até 31 de janeiro tem 10% de desconto. É um desconto muito bom mesmo, superior ao que as outras prefeituras estão dando. Depois tem outra oportunidade pagando dia 09 de fevereiro com 7%. Ou então dia 20 de fevereiro com 5%. E no dia 5, começa o pagamento da primeira cota, se o cidadão optar pelo parcelamento. Temos que fazer a cobrança, estamos protestando, fazendo a cobrança jurídica de 2017.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here