Jovem que morreu esfaqueado é enterrado e sua mãe internada confirma que autor de crime foi o companheiro dela

O adolescente Gabriel Chagas Guimarães, de 17 anos, que morreu depois que ele e a mãe foram esfaqueados em casa foi enterrado na tarde desta quarta-feira (6) no Cemitério Santa Izabel, em Cabo Frio.

Amigos e professores da escola onde o jovem estudava fizeram uma homenagem para o adolescente na Praça Porto Rocha e caminharam até a escola. 

O caso foi registrado na Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) como tentativa de feminicídio e homicídio. A mãe do jovem segue hospitalizada. O companheiro dela, de 49 anos, que é o padrasto de Gabriel, é o principal suspeito do crime e está sendo procurado. O caso ocorreu na noite de segunda-feira (5) no bairro Foguete.

De acordo com a delegada Waleska Garcez, Policiais Civis da Deam foram ao hospital e conseguiram entrevistar informalmente a mulher, que confirmou que seu companheiro foi o autor do crime. 

De acordo com as investigações iniciais no local do fato, duas testemunhas foram identificadas e ouvidas na terça-feira (5) na sede da Deam de Cabo Frio. Uma das testemunhas, informou que viu quando o suspeito fugindo do local sujo de sangue e muito nervoso. 

As investigações identificaram o motorista de aplicativo que levou o suspeito até um endereço na comunidade de Senador Camará, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, onde segue escondido, segundo informações obtidas pela Polícia Civil. 

O homem já possui passagens pela polícia por lesão corporal em decorrência de violência doméstica e roubo. 

A perícia no local foi realizada na terça (7) e a arma utilizada no crime não foi localizada. 

De acordo com a Secretaria de Saúde, o quadro de saúde da mulher esfaqueada é considerado estável. Ela teve uma laceração no fígado, mas não precisou passar por cirurgia. 

O casal tem um filho de 7 anos, que foi acolhido na Casa da Criança em Cabo Frio, mas já está com familiares.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here