Justiça quer regularizar agências de turismo virtuais em Búzios

0
131

A Justiça de Búzios quer impedir o funcionamento de agências turísticas virtuais não legalizadas em Búzios.

Segundo o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Búzios, Tomas Weber, os meios de hospedagem que são ofertados devem ter registro do Ministério do Turismo.

O juiz da 2ª Vara da Comarca de Búzios deu um prazo de 60 dias para que os sites se adequem à determinação judicial.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here