Cabo Frio se torna referência nos esportes náuticos

Assim como em 2017, cidade vai receber campeonatos nacionais de várias modalidades

Vamos trabalhar para firmar uma série de competições. Queremos reafirmar a vocação da cidade para os esportes náuticos e para o turismo esportivo”, comentou a secretária de Turismo Fabíola Bleicker.

Com paisagens de tirar o fôlego e praias de águas cristalinas, Cabo Frio é local perfeito para a prática de esportes náuticos. Repetindo o feito de 2017, a Secretaria de Turismo está fomentando a organização de campeonatos geradores de fluxo de visitantes na baixa temporada, movimentando a economia local. Duas competições de nível nacional já estão confirmadas para este ano.

Em abril, entre os dias 16 e 21, o Campeonato Brasil-Centro da Classe Optimist e Seletiva vai agitar a cidade. A competição é uma das mais importantes do calendário da Vela Jovem, válido como etapa para os campeonatos internacionais da categoria. O Optimist é um pequeno veleiro, podendo ser de madeira ou fibra de vidro, e recomendado para velejadores de 7 a 15 anos.

O evento reunirá mais de 150 velejadores veteranos e estreantes, com presença de atletas de Santa Catarina, Pernambuco, Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia e Distrito Federal, que se encontrarão na sub-sede do Iate Clube do Rio de Janeiro, localizada na Praia do Forte. Por conta do evento, esta semana a secretária de Turismo de Cabo Frio, Fabiola Martins, e o Coordenador Geral de Eventos, Saulo Mira, se reuniram com a comissão organizadora do Campeonato para tratar de parcerias para o campeonato.

Já em novembro é a vez do Aloha Spirit, o maior festival de esportes aquáticos da América Latina, realizar a terceira etapa de competições na Praia do Forte. O festival reúne sete modalidades e os melhores atletas do Brasil, entre profissionais e amadores. Em 2017 o evento reuniu, em Cabo Frio, cerca de 1.500 atletas de 16 estados brasileiros e até da Argentina, cerca de 3 mil expectadores e, segundo os organizadores, injetou em torno de R$ 2 milhões na economia do município.

“Vamos trabalhar para firmar uma série de competições. Queremos reafirmar a vocação da cidade para os esportes náuticos e para o turismo esportivo”, comentou a secretária Fabíola Bleicker.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here