Educação de Cabo Frio mantém greve, vota novas ações de mobilização e enfatiza a luta pelo C. M. Rui Barbosa

Na noite desta quarta-feira, dia 05, foi realizada na Escola Municipal São Cristóvão mais uma assembleia da rede municipal de Cabo Frio.

O auditório da instituição de estava bastante cheio e novamente houve uma posição unânime das (os) trabalhadoras (es) presentes de que a greve da categoria deve continuar face à insistência do prefeito Adriano Moreno em não efetuar os pagamentos respeitando os prazos, além de negar uma série de direitos básicos como 13º salário, vale-transporte, férias, dentre outros.
A categoria votou uma agenda de ações de mobilização da greve para esta semana e, além disso, foi amplamente debatida a grave situação vivenciada pela comunidade escolar do Colégio Municipal Rui Barbosa, que está sob risco de ser realocado no prédio onde funciona a Escola Municipal Luis Lindenberg.

A avaliação geral da categoria é de que essa iniciativa é parte da ofensiva da prefeitura para fechar escolas de ensino médio do município começando por uma instituição que é referência na qualidade do ensino na região. Foi dado informe sobre a importante plenária realizada da quarta pela manhã no Rui Barbosa, com a participação de mais de 140 pessoas, grande parte pais e responsáveis de alunos que estão revoltados com a política liquidacionista da prefeitura, que enxerga a existência de escolas municipais de ensino médio como um “gasto desnecessário” e não um investimento fundamental para garantir o acesso à educação de qualidade aos nossos jovens.

Após a plenária, a comunidade escolar do Rui Barbosa marchou até a sede da prefeitura, na Praça Tiradentes, onde aconteceu uma conversa com o assessor do gabinete do prefeito Sr. Alan, que prometeu à comissão dos pais, alunos e professores a realização de uma audiência na próxima sexta, às 15h, com a participação do prefeito Adriano Moreno, do secretário de fazenda Clésio Guimarães e do secretário de educação Ian Eduardo Carvalho.


Também foi debatida muito enfaticamente a questão da recente demissão da ex-secretária do núcleo lagos, com diferentes avaliações sobre o assunto. No entanto, por se tratar de uma questão trabalhista, o Sepe Lagos não irá expor publicamente as razões pelas quais esta medida foi tomada, posto que é uma questão interna da administração da entidade e que é necessário preservar a ex-funcionária de qualquer exposição indevida com relação a este tema. Foi esclarecido que a referida trabalhadora já é aposentada e foi demitida por meio de aviso prévio remunerado. Todos os seus direitos trabalhistas e previdenciários serão garantidos.


Confira abaixo a íntegra das deliberações votadas na assembleia:

• A próxima assembleia da rede municipal de Cabo Frio será realizada na terça-feira dia 11 de fevereiro de 2020, às 18h, na Escola Municipal São Cristóvão;

• A próxima reunião do Comando de Greve da categoria será realizada nesta quinta-feira, dia 6 de fevereiro de 2020, às 16h, na sede do Sepe Lagos;

• O ato da comunidade escolar do Colégio Municipal Rui Barbosa, que será realizado na próxima sexta-feira, às 14h, na Praça Tiradentes, foi incorporado ao calendário oficial de greve do Sepe Lagos;

• Organização de uma força-tarefa para visitar a escolas para conscientizar os trabalhadores de que sem pagamento em dia não tem reposição e que a categoria precisa se manter unida até que todos recebam o que a prefeitura nos deve;

• Foi deliberada uma comissão para averiguar os motivos da demissão da ex-secretária do Sepe Lagos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here