O SOMBRA: Tudo sobre a política da Região dos Lagos nesta sexta-feira, dia 29

Cabo Frio

Mais uma bola fora do tão combalido governo do prefeito Adriano Moreno. Desta vez, a questão em voga é a Educação. Esta semana surgiu a notícia da paralisação das atividades da Escola Municipal Luiz Lindenberg para o ano de 2020 e o fechamento do terceiro turno da Escola Municipal Arlete Rosa Castanho para portadores de deficiência auditiva referência no Estado. Uma vergonha e um absurdo de um governo que atualmente enfrenta, segundo as ruas, uma brutal rejeição. Tá explicado!

Búzios

O ex-prefeito de Búzios, Mirinho Braga, anda dizendo que terá uma postura diferente no pleito de 2020. Mirinho tem pregado a união da oposição e diz que vai apoiar o novo. Ele diz não fazer questão de ser candidato ou cabeça de chapa. Em Búzios muitos buscam a cadeira de prefeito.

São Pedro da Aldeia

Tudo parado. De um lado o prefeito Cláudio Chumbinho e do outro o presidente da Câmara, o vereador Bruno Costa. Para a galera do Canhão tá faltando diálogo dos dois poderes. No centro de tudo uma van e o badalado convênio com a Caixa Econômica no valor de R$ 30 milhões. E agora?

Iguaba Grande

Amigos próximos da ex-prefeita Grasiella Magalhães, dão conta que Grasiella ficou muito triste ao saber da ida de Renato Santos para o grupo do prefeito Vantoil Martins. Renato Santos foi um grande aliado da prefeita e homem de confiança no seu governo. A moça tá triste e muito triste!

Arraial do Cabo

O ex-prefeito de Arraial do Cabo, Wanderson Cardoso de Brito, o Andinho, aguarda decisão de um grupo de trabalho da Câmara dos Deputados que aprovou uma proposta que pode abrir janela para recolocar políticos com problemas na justiça no pleito de 2020. De acordo com o texto, que ainda deverá ser submetido ao plenário, os políticos pagariam os prejuízos aos cofres públicos e ficariam livres de punições. O acordo no caso seria firmado com o MP.

Araruama

A prefeita Lívia de Chiquinho e o primeiro ministro Chiquinho da Educação, estão soltando fogos de artifício. O motivo é aprovação das contas relativas a 2018 pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e por unanimidade. Dizem vai ter festa para comemorar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here