Guarda Marítima e Ambiental resgata tamanduá-mirim no bairro Tangará, em Cabo Frio

Agentes da Guarda Marítima e Ambiental de Cabo Frio resgataram, nesta terça-feira (21), um espécime de tamanduá-mirim, que estava em uma residência no bairro Tangará.

Moradores perceberam a presença do animal na por causa da agitação dos cães, que chegaram a atacar o tamanduá e acionaram os agentes. O animal estava debilitado e com alguns ferimentos, e foi encaminhado ao Instituto de Assistência e Proteção de Animais Silvestres, em São Pedro da Aldeia.

O tamanduá-mirim (tamandua tetradactyla), ao contrário de outras espécies, ainda é um mamífero preservado na fauna brasileira. Mas pesam contra a sua manutenção as queimadas e a retirada da vegetação nativa, o que geralmente elimina a sua principal fonte de alimento, que são formigas, cupins e larvas.

“O tamanduá-mirim é endêmico da Venezuela ao Sul no Brasil e as aparições em áreas urbanas são frequentes. Sempre que se sente ameaçado em seu habitat, ele procura refúgio onde for mais fácil. Aqui em Cabo Frio temos um histórico de aparições e até de atropelamentos de tamanduás-mirins, principalmente nas proximidades de Búzios. O espécime resgatado ontem, felizmente, sobreviveu e está se recuperando bem”, explicou o coordenador de Meio Ambiente da Secretaria de Desenvolvimento da Cidade, Mario Flavio Moreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here