Câmara Municipal aprova projeto de reforma administrativa da Prefeitura de Cabo Frio

A Câmara Municipal aprovou nesta terça-feira (12) o projeto de lei que determina a reforma na estrutura administrativa da Prefeitura de Cabo Frio. O Executivo, autor da proposta, afirma que o objetivo principal é promover o enxugamento da máquina pública. O PL 148/2019 contou com 14 votos favoráveis dos vereadores.

Optaram pela abstenção de voto os legisladores Jeferson Vidal (PSC), Rafael Peçanha (PDT) e Aquilles Barreto (SD). Antes de ser aprovado, o projeto recebeu um substitutivo, assinado por todos os vereadores, que alterou substancialmente a proposição do executivo municipal.

Durante o período em que esteve em tramitação, iniciada em 30 de maio, o projeto, através do substitutivo, recebeu alterações e adequações até a aprovação. Dois dos principais pontos propostos na reforma administrativa são: o aumento no número de secretarias de 15 para 17, e a redução de 1654 cargos comissionados para 1250, bem como de 567 funções gratificadas para 456. Dando um total de 515 cargos a menos.

A atual a Secretaria de Assistência Social, passará a ser denominada Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e da Mulher, assim como a Coordenadoria-Geral de Meio Ambiente se tornará Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Além disso, mais duas novas Secretarias Municipais irão compor o quadro organizacional da prefeitura, que são: a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a de Gestão Institucional.

Além disso, outras propostas de reestruturação realocam Coordenadorias e superintendências em outras secretarias como:

· A Coordenadoria-Geral de Compras e Licitações, que sai do da Secretaria de Governo e vai para a Secretaria de Gestão Institucional;
· A Coordenadoria-Geral de Habitação, que passa a compor a estrutura da Secretaria de Obras;
· A Superintendência de Eventos, que deixa a Secretaria de Turismo e também passa a compor a Secretaria de Gestão Institucional.
Outro ponto importante da reforma administrativa é a criação de novas superintendências e coordenadorias gerais, que dentre elas estão: Superintendência de Políticas Públicas LGBTQ+, Superintendências de Políticas Públicas das Pessoas com Deficiência, Coordenadoria-Geral de Promoção da Igualdade Racial e Coordenadoria-Geral de Pesca e Aquicultura (COGEPESCA).
O projeto de lei aprovado, que segue para sanção do Prefeito, pode ser consultado na íntegra no site da Câmara Municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here