Decisão do STJ anula testamento que beneficiava ‘Viúva da Mega-Sena’ e ela perde direito à herança

Uma decisão do STJ anulou testamento que beneficiava Adriana Ferreira Almeida Nascimento, conhecida como “Viúva da Mega-Sena”. Adriana é viúva de Renné Senna, ex-lavrador que ganhou R$ 52 milhões na Mega-Sena e que foi morto em janeiro de 2007 em Rio Bonito.

De acordo com a sentença, ela não ficará com nenhuma parte do patrimônio de René. Em 2016, Adriana foi condenada a 20 anos de prisão pela morte do milionário.

O Superior Tribunal de Justiça negou um recurso dela e confirmou uma decisão de 2018 da 17ª Câmara Cível do Rio, que anulou o testamento de Renne Sena que dava metade de seu patrimônio para Adriana.

Em março, Renata Sena, filha de Renne, foi autorizada a receber metade do valor do patrimônio do pai, de R$ 120 milhões. A outra parte vai ser dividida com os irmãos do lavrador. O judiciário considerou que Renne foi “manipulado” por Adriana, que já teria então um plano para matá-lo.

O caso foi de grande repercussão na época. Em 2018, 11 anos após o crime, Adriana foi presa em Tanguá, na Região Metropolitana do Rio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here