Dr. Carlos Magno explica julgamento de Glaidson

{"source":"other","uid":"7916ED00-53C7-4C14-9074-1BB66108DF8B_1635337080602","origin":"free_style","fte_sources":[],"used_sources":"{"version":1,"sources":[]}","premium_sources":[],"is_remix":false}

 

Jornal de Sábado


Conforme antecipado pelo Dr. Carlos Magno, a mudança na composição do TRF, com a chegada do desembargador Willian Douglas, aumentaria as chances de soltura de Glaidson Acácio dos Santos.

E quase aconteceu, já que o placar foi de 2×1 para manter a prisão.  Porém, o voto favorável foi justamente do referido desembargador.

Para Magno, um juiz garantista e que certamente votaria a favor de Glaidson. Ele acertou.

Magno acertou ainda a fundamentação da decisão, quando, na parte da manhã de ontem, dia 26, nos explicou que a prisão poderia ser convertida em medidas cautelares alternativas em razão do seu réu primário, de bons antecedentes e o crime não ser violento,

Estas foram, por incrível que pareça, as razões que fundamentaram o voto daquele magistrado.

Para o advogado, o voto favorável ajuda muito no caso, pois certamente será explorado pela defesa de Glaidson em Brasília.

Segundo Magno, as esperanças de um resultado positivo no STJ aumentaram por força do  Julgamento divido no TRF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here