“Falta de fiscalização ao transporte clandestino agravou crise no setor de transportes”, afirma nota oficial da Salineira

A empresa Auto Viação Salineira emitiu uma nota oficial nesta terça-feira, negando tenha sido vendida e afirmando que encerrou 160 contrato trabalhistas. Veja a nota completa:

“O Grupo Salineira informa que desde meados de 2018, o setor de transporte coletivo tem passado por uma profunda crise, agravada pela queda drástica no número de passageiros pagantes, acarretada pela ausência de fiscalização no combate ao transporte clandestino e a concorrência predatória.

Visando a manutenção dos empregos diretos, a empresa utilizou outras alternativas disponibilizadas pelo Governo Federal, entretanto, as reduções e prejuízos acumulados perduram e com isso, alguns ajustes se fizeram necessários para garantir a continuidade da empresa, bem como, dos serviços prestados à sociedade.

A Salineira nega a venda da empresa, mas informa o encerramento de cerca de 160 contratos de trabalho, e espera um posicionamento do poder público para a desoneração da tarifa e o reequilíbrio econômico financeiro do contrato de concessão. A empresa esclarece que não está medindo esforços para preservar os outros postos de trabalho, na expectativa de que, assim que a situação permitir, possa retomar gradativamente ao número anterior de colaboradores.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here