Aline Borel: Polícia Civil procura por assassinos da influenciadora digital

As câmeras de segurança do local onde a cantora e influenciadora digital Aline Borel, de 28 anos, foi encontrada morta, em Araruama, estão sendo analisadas pela Polícia Civil. A influenciadora levou dois tiros no rosto na Rua Doutor Leal, próximo à Praia do Dentinho, no distrito de Praia Seca, na última quinta-feira (21). Depoimentos também já foram prestados à 118ªDP (Araruama).

O delegado titular da 118ª DP, Filipi Poeys, disse neste domingo que diligências estão sendo realizadas. “Estamos empenhados em apurar quem são os autores”, afirmou. De acordo com Poeys, a investigação corre em sigilo. “Não iremos divulgar sob ônus de atrapalhar o andamento das investigações”, concluiu.

Aline enfrentava um quadro depressivo e estava em tratamento. Ela estava afastada das redes sociais desde 2019. Na manhã deste domingo (24), o perfil da influenciadora no Instagram contava com 43,4 mil seguidores. Aline era famosa por seus memes. Ela fazia vídeos cantando músicas autorais e também de famosas, como da dupla Sandy e Júnior. Entre seus maiores sucessos estão ‘É cansativa a vida do crente’ e ‘Vacilei pô, tô ciente’.

O perfil de Aline Borel no twitter lançou a hashtag “#JusticaPorAlineBorel”. Na mesma publicação, foi deixado um recado: “Não compactuamos com a divulgação de imagens e vídeos do corpo da Aline. Não divulguem imagens tristes e cruéis desse assassinato repulsivo. Prezem pelos familiares e amigos que estão em dor com esta perda. Se virem por aí, denunciem”.

No mesmo perfil, os administradores disseram que Aline foi uma pessoa com coração bom. “A bondade, humildade e alegria transpareciam através de sua personalidade. Que descanse em paz. Nunca esqueceremos os momentos que ela nos trouxe alegria, risadas e felicidade. Hoje é um dia triste e trágico. Que a justiça seja feita”.

O Disque Denúncia divulgou um cartaz, para pedir informações à população que possam ajudar nas investigações sobre a morte de Aline. As informações podem ser repassadas ao Portal dos Procurados: (21) 98849-6099 e ainda pelos telefones (21) 2253 1177 ou0300-253-1177. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here