Pescadores recebem licença para pesca fixa de camarão em São Pedro da Aldeia

A última quarta-feira (29) teve uma razão a mais para os pescadores de São Pedro da Aldeia celebrarem. Além de ser o Dia de São Pedro, santo protetor da categoria, os profissionais receberam a licença de arte de pesca fixa de camarão de correnteza. A documentação foi entregue por representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Esta é uma conquista reivindicada há décadas pelos pescadores do município, que finalmente terão esse tipo de pesca regularizado. A licença foi entregue a 18 pescadores da Lagoa de Araruama. Esta arte fixa de marca de barragem (correnteza) é centenária, tradicional e artesanal, característica da região. Com a licença, os profissionais passam a ter respaldo legal, e com isso uma diminuição significativa do esforço de pesca. 

O vice-prefeito Júlio Queiroz esteve presente representando o prefeito Fábio do Pastel. “Muito feliz com mais essa conquista para os pescadores, nosso muito obrigado ao Ministério da Agricultura”, declarou. 

O chefe de setor do Departamento de Pesca, Breno Bento dos Santos, e o assessor especial, Edmilson Bittencourt também estiveram presentes durante a entrega das licenças.


Entenda como funciona a pesca fixa de camarão
Esse tipo de pesca é artesanal e é realizada durante 15 a 18 dias no mês, nos dias de lua cheia até a lua nova, quando as marés estão mais fortes. Dessa forma, os pescadores capturam o camarão já na fase adulta, conforme autorizado pela Normativa N° 2 de 16 de Maio de 2013. 

É feita por meio de rede que fica fixa em duas estacas onde tem passagem forte de correnteza. Nesse tipo de pesca, os camarões são capturados na maré de vazante, e quando vira maré de enchente, as redes são retiradas e só retornam na maré de vazante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here