Coruja-orelhuda é resgatada em Tamoios, em Cabo Frio

Uma coruja-orelhuda foi encontrada presa em uma cerca de arame farpado em Tamoios nesta terça-feira, dia 09. O animal é da espécie Jacurutu (Bubo Virginianus), se prendeu em uma cerca no bairro Coqueiral e aparentemente estava com uma asa quebrada. A Jacurutu é a maior coruja existente no Brasil, uma das maiores da América do Sul.

Moradores encontraram a coruja e acionaram o setor de meio ambiente em Tamoios, que foi ao local resgatar o animal. O meio ambiente fez contato com a Guarda Marítima Ambiental, em Cabo Frio, que veio buscar o animal e o levou para a ONG Aiuká, em Rio das Ostras, para receber tratamento médico. A ONG é especializada no tratamento e reabilitação da fauna.

De acordo com Handerson Martins Costa, supervisor operacional do Meio Ambiente em Tamoios, encontrar essa espécie foi uma grande surpresa já que foi a primeira vez que ele viu a coruja-orelhuda em Tamoios: “Chegamos até o local através dos moradores, que nos acionaram. Encontramos o animal preso, estava com a asa quebrada. Transportamos até a Subprefeitura e acionamos a Guarda Marítima Ambiental. Eu nunca vi um animal dessa espécie aqui em Tamoios”, conta ele.

Coruja-orelhuda

A coruja-orelhuda é um animal de grande porte e possui como características as “falsas orelhas” no alto da cabeça, que são tufos de penas, além de poderosas garras. Ela costuma viver em áreas abertas, encontrada em capões de mata, cerrado e áreas campestres. É uma predadora voraz e sua alimentação vai desde pequenas aves até filhotes de cutias, ratazanas e gambás. Possui em média de 45 a 60 cm de comprimento, podendo pesar até 1,5 Kg, o que a caracteriza como a maior e mais pesada coruja do Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here