Estudantes da Rede Pública de Araruama debatem questões como bullying e fake news, durante rodada de palestras 

A Comunicação é um grande instrumento de poder, que tanto pode ser usado para promover boas ações, quanto para espalhar mentiras e estimular práticas negativas. Tudo vai depender de como usamos as palavras, gestos e expressões no nosso dia a dia em casa, no trabalho e na vida em sociedade.

E é exatamente para estimular a “Comunicação do bem”, que a Prefeitura de Araruama, por meio da Secretaria de Educação, está realizando uma rodada de palestras sobre esse tema junto aos alunos da Rede Pública do Município.

A jornalista Cláudia Almeida, assessora de imprensa da Prefeitura, é quem está à frente do projeto e ministra as palestras. Mas ela não se apresenta sozinha. Os artistas do grupo de teatro da Secretaria de Educação, “Encantadores de histórias” também sobem ao palco para ensinar as crianças de um jeito bem alegre. São 3 dias de evento; que começou nessa quarta, 28, e vai até sexta-feira, 30.

As palestras são realizadas em dois turnos (manhã e a tarde) para abranger um número maior de alunos. Na quarta-feira elas aconteceram no Teatro Municipal, que fica na Praça Menino João Hélio, no Centro.

Na quinta-feira as palestras aconteceram no Colégio Municipal Pedro Paulo Pimentel, no distrito de São Vicente.

A última rodada acontece nessa sexta-feira, mais uma vez no Teatro Municipal, em Araruama.

No total, durante os 3 dias, o evento deve reunir cerca de 680 estudantes do 4º ao 9º ano.

Entre os temas discutidos, estão: bullying, fake news (notícias falsas) e, claro, as vantagens de uma Comunicação positiva, que estimule as boas práticas e que leve em consideração a dignidade e o respeito ao ser humano.

E quem pensa que os estudantes estão apenas assistindo às palestras, se engana. Eles também estão subindo aos palcos; debatem os temas, dão opiniões e relatam experiências pessoais, o que enriquece e muito o evento.

O objetivo maior é que todos entendam que crianças e adolescentes também querem e precisam exercer o direito à liberdade de expressão e de serem ouvidos com amor e respeito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here